top of page

De leste a oeste: a ascensão do K-Pop entre os jovens no ocidente

Quando falamos em música popular atual, é impossível ignorar o fenômeno global que é o K-pop. Originário da Coreia do Sul, o K-pop tem se espalhado pelo mundo com um apelo irresistível para os jovens de todas as culturas.

Este artigo examinará a ascensão meteórica do K-pop no Ocidente, discutindo as maneiras pelas quais a música e a cultura coreanas estão impactando e influenciando os jovens ocidentais.


O som do leste que conquistou o oeste


O K-pop, ou música pop coreana, é muito mais que uma simples vertente musical. Ele denota as particularidades de uma sociedade e, indo além disso, permeia a identidade e a cidadania. Ao longo dos séculos, a música foi um elemento cultural que transcendeu fronteiras e tempos, representando e unificando grupos de pessoas. E, assim como hinos nacionais ou ritmos folk marcaram identidades regionais, o K-pop tem feito o mesmo numa escala global.


A música como ponte sociocultural


Como um elemento cultural, a música tem a capacidade de incorporar o indivíduo em um grupo. No contexto do K-pop, o termo "K-popper" é designado àqueles que estão imersos neste universo, inserindo-os em uma comunidade global. Néstor García Canclini, renomado antropólogo argentino, entende o consumo como um conjunto de processos socioculturais, onde os produtos culturais e midiáticos são apropriados de maneira simbólica.

Dessa forma, o ato de consumir K-pop não é somente um ato de prazer auditivo, mas um compartilhamento simbólico, auxiliado e promovido pelos meios de comunicação, principalmente a Internet e as redes sociais.


A hibridização de identidades através do K-pop


O K-pop é uma exemplificação perfeita de hibridização de identidades. Mescla em seu discurso o tradicional - o modelo pop vigente que tem o estilo americano como exemplo - e elementos locais dos sul-coreanos, como o aegyo, termo utilizado para designar um charme infantil e inocente bastante característico da cultura sul-coreana. Este fenômeno de mesclagem é ilustrado perfeitamente no sucesso "Gangnam Style", de PSY, uma canção com traços típicos do folclore sul-coreano, porém inserida no estilo moderno da música pop.


A ascensão do K-pop no Ocidente não é somente um testemunho do poder da música como linguagem universal, mas também uma manifestação da globalização cultural na qual estamos imersos. O K-pop representa um veículo de expressão para os jovens, que, através do consumo de sua música e cultura, estão se engajando em uma experiência cultural global.


Não apenas se divertem, mas também criam identidades híbridas, conectam-se com outras culturas e expressam sua cidadania. A história da ascensão do K-pop é um reflexo de como a nossa sociedade global está cada vez mais entrelaçada, e um lembrete do poder da música como uma força que une as pessoas, independente de suas origens.


Olá, sou Tatiana Aponte, especialista em comunicação e marketing com experiência na indústria cinematográfica e no marketing de influência. Atualmente, sou parte da equipe de uma renomada agência de experiências e adoro analisar as mudanças de comportamento da atualidade. Tenho muito a compartilhar e adoraria ouvir suas ideias também! Não hesite em entrar em contato comigo para trocar insights valiosos ou simplesmente para conversar sobre esse mundo fascinante que é a comunicação e o marketing.

Comentarios


bottom of page