Tati Aponte

“Panorâmica Insana” e os conflitos na era do caos

Pensadores e filósofos contemporâneos afirmam:

Nossa sociedade está em crise e não temos uma nova estrutura para nos escorar. 

A maneira como aprendemos a lidar com os desafios da vida, as relações com outras pessoas, as formas de trabalho e a comunicação tradicional não funcionam mais.

Além disso, problemas que as gerações anteriores buscaram frear e que imaginávamos superadas, voltaram com uma violência assustadora.

Foto: João Caldas/Divulgação

Crise política, modelo de trabalho excludente, aumento da desigualdade social, guerras, refugiados, intolerâncias, preconceitos, sexualidade, riqueza, educação…

Afinal, o que deu errado?

Como as estruturas da sociedade moderna ruíram e nos deixaram sem referências para o futuro?

Vamos salvar uma geração desiludida, deprimida e sufocada dentro de sua própria existência?

A peça “Panorâmica Insana” também chamada de “Pinão responde as perguntas, mas amplia estes questionamentos.

Pi” tem a capacidade de chegar ao fundo dos problemas modernos.

E emociona, ao mesmo tempo que desconcerta.

“Panorâmica Insana” não é convencional

Panorâmica é aquilo que tem ou fornece uma visão extensa, de vários ângulos, sobre uma determinada coisa.

E insana é não ter domínio das suas faculdades mentais, um louco, demente.

Panorâmica Insana” é, então, uma visão ampla da enorme perturbação mental que vivemos em nossa sociedade.

Assim, o espetáculo se tece em torno do caos e da insanidade do momento atual do mundo.

Elenco em “Pi” Foto: Lenise Pinheiro/Folhapress

Não se trata de uma montagem convencional! Aqui, o enredo não é linear, mas sim construído por meio uma sequência de ações.

Já o cenário, um imenso chão forrado com milhares de peças de roupas, adquire novas formas a cada história contada.

Um campo de refugiados? Um lixão a céu aberto? Um oceano com um barco à deriva? Um quarto secreto para encontros libidinosos e imorais?

Bom, temos todas estas possibilidades em um só lugar.

O mesmo acontece com os intérpretes, que vão adquirindo personalidades distintas cada troca de figurino.

Ao todo, são 150 personagens que, com um texto forte, conseguem dizer tudo aquilo que nós não conseguimos exteriorizar.

Acredito que o resultado poderoso desta montagem não aconteceria se não tivessem envolvidos os intérpretes ideais:

Cláudia Abreu, Leandra Leal, Rodrigo Pandolfo e Luiz Henrique Nogueira passam a importância de “Pi” a cada gesto, olhar,  palavra, a cada frase interrompida, a cada silêncio, respostas, sugestões que não se completam e ficam no ar.

O espectador que gosta deste tipo de temática encontrará uma peça dura, mas que traz, também, a particular beleza do caos.

Recomendo muito!


Pi

Panorâmica insana

 

Ficha Técnica

Textos de Júlia Spadaccini, Jô Bilac e André Sant’anna com citações de Franz Kafka e Paul Auster

Concepção, Direção Geral e Escritura Cênica: Bia Lessa

Elenco: Cláudia Abreu, Leandra Leal, Luiz Henrique Nogueira e Rodrigo Pandolfo

Diretor Assistente: Bruno Siniscalchi

Assistentes de Direção: Amália Lima e João Saldanha

Concepção Musical: Dany Roland

Desenho de Som: Estevão Casé

Figurino: Sylvie Leblanc

Assistentes: Julia Barreto e Clara Lessa

Iluminação: Bia Lessa e Wagner Freire

Cenografia: Bia Lessa

Fotos: João Caldas

Programação Visual: Vicka Suarez

Assessoria de Imprensa: Beth Gallo, Dani Bustos e Thais Peres (Morente Forte)

Idealização: Cláudia Abreu e Luiz Henrique Nogueira

Produtoras: Selma Morente e Célia Forte

Patrocínio: Marisa, Laboratório Cristália e Porto Seguro

Realização: Morente Forte Produções Teatrais

Serviço

Pi

Panorâmica insana

Teatro Novo (280 lugares)

Rua Domingos de Moraes, 348 – Vila Mariana

100 metros da Estação Ana Rosa

Informações: (11) 3542-4680

Bilheteria: terça a quinta, das 14h às 19h; sexta a domingo a partir das 14h. Acessibilidade para cadeirantes. Estacionamento conveniado: R$ 20. Flat’s Estacionamento – R. Domingos de Moraes, 343 (em frente ao teatro). Geh Estacionamento – R. Azevedo de Macedo 48 Vila Mariana

Vendas: www.ingressorapido.com.br

Sexta e Sábado às 21h | Domingo às 18h

 Ingressos: Sexta R$ 50 | Sábado e Domingo R$ 70

 Duração: 90 minutos

Recomendação: 16 anos

Gênero: Drama

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Summary
Review Date
Reviewed Item
Panorâmica Insana
Author Rating
41star1star1star1stargray

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados