Tati Aponte

Le Lis Blanc em noite constelada

São Paulo é conhecida por ser uma cidade repleta de oportunidades, não é incomum conhecer histórias de pessoas que saíram de lugares remotos e escolheram a capital paulista para viver, trabalhar, e assim irem em busca de seus sonhos. Dizem que os paulistanos têm orgulho de São Paulo e é exatamente isso que eu sinto pela minha cidade, um orgulho imenso.

Uma pessoa que entendeu o potencial de São Paulo foi o relações públicas Beto Pacheco. Natural de Birigui, ele veio pra cá cheio de desejos e com a convicção de que faria a diferença no ramo de eventos. Mas não bastava apenas ir atrás dos seus anseios, era preciso fazer a diferença.

Já tive a oportunidade de papear com ele, mas nunca falamos profundamente sobre sua trajetória profissional. No entanto, ele tem características intrigantes que chamaram muito minha atenção, que são o brilho nos olhos e a segurança que tem naquilo que faz.

Coco Rocha desfilando para a Le Lis Blanc

Requisitado por marcas reconhecidas e respeitadas, ele faz festas inesquecíveis para quem participa. Esta aqui que vos escreve jamais esquecerá da experiência que viveu ontem, quando presenciou o lançamento da coleção de verão da Le Lis Blanc – Summer 2018.

Sei que algumas pessoas arrancariam os braços para ir ao desfile e ver todas as celebridades lá presentes, e não julgo esta motivação,não. Eu mesma fiquei toda inflamada quando vi o Hugo Gloss, gente… Sensacional!

Mas confesso que o que fisgou minha atenção não foram os famosos tampouco o requinte, mas sim participar de uma festa organizada com tanta dedicação e zelo.

Pessoas autênticas passam sua convicção naquilo que fazem e contra isso não há argumentos. Pode ser na área que for, um bom médico, advogado, publicitário, influencer digital, enfim… Se há verdade no que se faz, não há crítica negativa que te derrube.

Em um mundo tão carente de pessoas com personalidade, quando a gente as reconhece dá até um calorzinho no coração. Ainda mais hoje, onde se valoriza muito mais o  “parecer ” do que o “ser”.

E por ser uma área construída em cima de imagens e belezas que a moda sofre com implicância de pessoas de pouca inteligência (não confundir inteligência com erudição, people).

Veja bem, um desfile é um acontecimento puramente visual, certo? Então é só colocar um monte de modelos bonitinhas e convidadas famosas que está tudo bem,ok? NÃO!

O que a maioria desconhece é que um desfile executado com devoção pode de causar sensações de satisfação e agrado tal como um livro que lemos, um filme que assistimos ou uma boa música que ouvimos.

Para que isso aconteça é fundamental que embaixo da batuta do organizador exista sensibilidade para imprimir emoções no espaço e em seus convidados. E isso, meus amigos, é um verdadeiro dom de quem organiza o evento.

Não basta ter amigos famosos, há de ser bom no que se faz.

Aqui vou discordar daquela máxima falam que basta conhecer pessoas importantes e influentes para você se dar bem. Não acredito nisso, pois isso não basta se o trabalho feito não tem qualidade.

Eu mesma já participei de outros eventos interessantes aqui em São Paulo mas que em nada se compararam ao desfile da Le Lis Blanc.

Não que estas festas não tivessem lá seu charme, mas ontem tudo estava tão harmônico que foi muito especial.

O que fez o desfile da Le Lis Blanc ser uma experiência particular foi que ele provocou emoções genuínas nos participantes e convidados, que estavam plenos em compartilhar aquele momento, transformando a loja da Oscar Freire em uma verdadeira constelação.

Hugo Gloss, maior referência do mundo virtual e pai de todas as bloguerinhas do Brasil. Fiz questão de dar um beijo nele!

Ontem não eram apenas as atrizes, modelos, influenciadoras de moda ou apresentadoras que eram as estrelas da noite, mas todos nós salpicamos o chão da loja com nossos brilhos e voltamos satisfeitos para casa.

Admito que muitas vezes julguei errado eventos de moda, acreditando que não tinham tanta profundidade cultural assim. Pois esta impressão foi por água abaixo e hoje, mais que nunca, percebi que há muito mais entre a moda e a terra do que pode imaginar minha vã filosofia.

Beto, obrigada pela gentileza do convite! Seu desfile me transformou em uma pessoa muito melhor!

Beijos!

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 Comentários:
  1. Fabricia

    Parabéns pelo post amei sua forma de escrever

  2. Fabricia

    Parabéns pelo post amei sua forma de escrever blog lindo

  3. Júlia

    Parabéns pelo post!! você é uma ótima escritora, sucesso pro seu blog, kisses

  4. Laiane Espósito

    Verdade, não tem que ser só um monte de modelos desfilando. O lugar todo tem que passar sentimentos. Parabéns pelo post, esta excelente. Beijão

  5. Anna Vlis

    Uau, depois do seu post comecei a vê o mundo dos desfiles com outros olhos. Realmente o desfile da Le Lis Blanc deve ter sido sensacional, por tantas emoções que despertou em você.

  6. Julia

    Hey
    Aaa que legal ! É muito bom ver o sucesso de alguém, ainda mais quando é alguém próximo e que se esforçou para conquistar o que tem !

    Queria muito um dia ter a oportunidade de ir em um evento grande desses ! Achei incrível !
    Bjs

  7. Julia Lima

    Eu nunca fui muito de dar importância aos eventos de moda, espero que um dia o meu pensamento mude, como gostei muito do seu post, já pode ser uma ajuda para essa mudança kk. Beijos

  8. Edenildo Gonçalves

    Menina, adorei sua postagem! Confesso que nunca tive a oportunidade de comparecer a grandes eventos de moda como o desfile da Le Lis Blanc, mas fico encantado com tamanho sofisticação e dedicação empregados na realização de tal acontecido. Beto Pacheco está de parabéns pela organização desse desfile maravilhoso e você por captar todas as peculiaridades do evento e transmitir num post maravilhoso. Um grande abraço!

  9. Kelly Silva Prado

    Que experiência bacana!!! Realmente, é gratificante participar de momentos em que as pessoas responsáveis se dedicaram com sensibilidade e determinação para que o momento fosse inesquecíves e aquecesse corações! Gratidão pelo relato! Muita paz!

  10. Porre de Leitura e Livros

    Olá! Tudo bom?
    Texto muito interessante, gostei muito de ler. Eu concordo plenamente com você de que não basta ter bons contatos e amigos, precisa ser bom no que faz.
    Beijos.

  11. Mari

    Muito legal conhecer suas impressões sobre o evento. Gostei muito do post.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

  12. Douglas Augusto

    um desfile é um acontecimento puramente visual, certo? Então é só colocar um monte de modelos bonitinhas e convidadas famosas que está tudo bem,ok? NÃO!
    Confesso que eu pensava mais ou menos assim haha. Parabéns pelo post, me deu um novo olhar.

  13. Alice Martins

    Olá, tudo bem?

    É bom ver que ainda existem pessoas nesse universo da moda que tentam impor a sua personalidade em suas roupas e desta forma consegue ser autênticos do início ao fim. Estamos realmente órfãos de pessoas com personalidade forte e que não se deixam abater. Adorei sua foto com o Hugo!

    Beijos!

  14. Rodrigo Silva

    Olá!
    Você me apresentou um universo completamente novo e desconhecido. O texto guia essa jornada, da para notar o seu entusiasmo e sentimentos pelo ambiente.
    Parabéns

  15. Anália

    Nossa, eu adorei seu post, sempre quis ir em um evento da le lis blanc em são paulo, um dia quem sabe né? ❥
    http://www.levandoaseriio.blogspot.com.br

  16. Dayane Frazão

    Que lindo seu post
    Eu vejo esses eventos como algo a ser alcançado, eu queria muito um dia estar em um evento, são tantas histórias por traz de um trabalho que dura poucas horas, arrasou parabéns

  17. Rafaela Samara Barbosa Rosato

    Parabéns pelo post e pelo blog. Realmente, desfiles de moda não se resume apenas a colocar modelos e pronto, tem muita coisa envolvida, sentimentos, emoções, tudo isso tem que ser transmitido ao público e sentido por todos. Já julguei mal desfiles de moda, mas hoje vejo com outros olhares.
    Beijinhos.

    http://blogenjoytheride.blogspot.com.br/