Tati Aponte

O novo Instituto Moreira Salles oferece uma extensa programação cultural

Pois é, o novo Instituto Moreira Salles (IMS) finalmente foi inaugurado!

A abertura aconteceu na última terça feira aqui em São Paulo, e o local está instalado em uma linda torre de vidro localizada na famosa Avenida Paulista.

O evento foi uma loucura, era tanta gente convidada querendo conhecer o novo centro cultural que a fila para entrar virava o quarteirão.

Mas toda esta expectativa valeu a pena, o lugar é simplesmente DIVINO!

O prédio é muito charmoso, moderno e imponente. De fora, pela Praça do Ciclista, nós temos uma visão muito linda do Instituto, que foi arquitetado por Marcelo Henneberg Morettin.

O desafio de criar um museu na vertical foi prontamente aceito e desempenhado com louvor pelo profissional.

Como bem pontuou o portal Catraca Livre, o IMS, conjuntamente com o Itaú Cultural, Centro Cultural Fiesp, MASP e Casa das Rosas, consolida de vez a Avenida Paulista como o principal corredor cultural da cidade e um dos mais importantes do país.

Uhuull!!

Era tanta coisa que eu nem sabia por onde começar

O IMS oferece tantas atividades que confesso que foi difícil aproveitar BEM uma só.

Eu estava tããão curiosa para conhecer os quatro cantinhos de lá que eu entrava e saia de cada salinha como se fosse um coelho de quermesse, sabe?

Daqueles que entram na primeira toca que vê, ehehehe!

São oito andares que acomodam uma variedade de atividades culturais como biblioteca, teatro, 3 galerias de arte, cinema, café e uma filial restaurante Balaio.

O Instituto abriu com 5 exposições, das quais eu vou falar de 3 à vocês:

  • A videoinstalação “The Clock”, de Christian Marclay:  Eu achei a proposta OK e eu acho que ficaria mais tempo lá vendo as imagens projetadas se não estivesse lá apenas para conhecer.The Clock mostra cenas de cinema e televisão que fazem referência ao horário do dia que você lá assistindo (ex: se você for ao meio dia, você verá cenas de filmes que remetem a este horário);
  • CORPO A CORPO: a disputa das imagens, da fotografia à transmissão ao vivo – Foi a exposição que eu mais gostei.                                                                                                                                                          Mostra um recorte da produção brasileira contemporânea em fotografia, cinema e vídeo por meio de sete trabalhos desenvolvidos por artistas e coletivos. Um destes trabalhos foi desenvolvido pela Mídia Ninja a época das manifestações de 2013 até 2016. Gente, independente da sua posição política, vá e veja. É MUITO BOM!!
  • Exposição “Os Americanos”, de Robert Frank: Não vi muito atentamente, não, estava IMPOSSÍVEL.         Era tannta gente que não dava pra ver com calma nem ler as explicações. Mas, de modo geral, a exposição é conhecida como um “poema triste” dos EUA. O fotógrafo passou por quase todos os estados do país durante cerca de nove meses, entre 1955 e 1957, tirando fotos da população da época.

Vale a pena ir ao Instituto Moreira Salles?

SIM! É aquele tipo de lugar que você TEM QUE IR! Nem que seja só pra dar uma olhadinha e ir embora, mas TEM QUE CONHECER.

Recomendo vocês irem durante a semana e, se possível, durante à tarde, por ser mais tranquilo. À noite e aos finais de semana é muito cheio e a sua visita pode ficar prejudicada.

É isso, pessoal! Aproveitem pra conhecer!

Um beijo!


Localização

Avenida Paulista, 2424 – São Paulo, SP

Horário de funcionamento

De terças a domingos (exceto quintas), das 10h às 20h. Às quintas, das 10h às 22h. O IMS Paulista funciona em feriados, exceto quando caem às segundas. A última admissão se dá 30 minutos antes do horário de encerramento.

Ingressos

As exposições e a visita ao IMS Paulista têm entrada gratuita. No cinema, os ingressos podem ser adquiridos no balcão da Praça IMS ou pelo site ingresso.com. Os preços variam de R$ 8 a R$ 26, de acordo com o filme.

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 Comentários:
  1. Lucimar da Silva Moreira

    Tati que maravilha o Instituto Moreira Salles, que lugar maravilhoso muito bonito. Esse lugar vai proporcionar muitos momentos bons para o público, a inauguração deve ter sido muito bom, você simplesmente arrasou na produção muito linda. Que mora em São Paulo não ode deixar de apreciar o Instituto Moreira Salles, bjs.

  2. Graciane

    Que local privilegiado! Lindo demais amo a Paulista, com certeza irei conhecer, vou semana que vem pois meu dentista é ali do lado e ja vou aproveitar pra conhecer… você arrasou no look!

  3. Paloma Marcarini

    Meu Deus que lindo! Aqui no Espirito Santo não tem um Museu moderno assim. Amo arte e gostaria muito que ela também se expressasse na construção do lugar, como aí.

  4. Marcinha Nunes

    Que passeio fantástico Tati adoro conhecer exposições assim pena que é em SP mas bem que poderia vir para o RJ também rs…bjs

    Marcinha Nunes Blog

  5. Danielle

    Achei muito legal a idéia o prédio ficou bem bonito, quero conhecer em breve!

  6. Livia Pinheiro

    Mais um ligar que parece ser ótimo para eu conhecer. Obrigada, mais uma vez, pela dica. Um abraço.

  7. leide lorenzatto

    Que lugar incrível! Gostaria muito de ir conhecer. Pena que eu moro tão longe… Mas assim que eu for para SP, com toda certeza que farei uma visitinha por ai. 😀

  8. Dayane Frazão

    que demais esse evento parece maravilhoso heim
    pena que não moro em sp , saudades dessa cidade linda

  9. Bia

    Que lugar lindo né? É tão gostoso estar em lugares bonitos, a gente se sente bem, um museu na vertical e maravilhoso ❤️

  10. Késia Keren Silva

    Só a vista desse lugar ja é maravilhosa, amei a proposta da exposição corpo a corpo, quando tiver a oportunidade visitar são paulo devo irr com certeza!

Posts relacionados