Tati Aponte

Fulaninha & Dona Coisa nos leva a rir e refletir sobre a relação patroa X empregada doméstica

Está em cartaz, no Hotel Renaissance, a peça de autoria de Noemi Marinho e direção de Daniel HerzFulaninha & Dona Coisa“.

Já tivemos várias montagens dessa peça.

Entre elas uma dirigida por Marco Nanini em 1991, com Aracy Balabanian (Dona Coisa) e Louise Cardoso (Fulaninha) no elenco.

E ficou quase 7 anos em cartaz!

Elenco, diretor e produtor durante a coletiva de imprensa

Que invejinha de quem assistiu a esta versão,hein? Só gente boa!

Mas a versão que estreou no Renaissance não deixa nada a desejar, não!

No elenco a atriz Nathalia Dill dá vida à Fulaninha, enquanto a atriz Vilma Melo é a Dona Coisa.

A presença masculina no texto é do técnico de telefone Miguel, que se envolve com Fulaninha e é vivido pelo ator Rafael Canedo (nos cinemas com o filme Chocante)

Por que falar de Fulaninha hoje em dia?

Da época em que a peça foi escrita aos dias atuais, houve uma mudança social significativa no Brasil.

A lei das empregadas domésticas praticamente extinguiu uma figura que, por anos, fez parte de quase todas as famílias de classe média do país. A empregada que “dormia no trabalho” era figura presente e quase obrigatória em 9 de 10 casas brasileiras.

Foto de divulgação

E quando Noemi Marinho escreveu “Fulaninha & Dona Coisa” a realidade que se apresentava era esta.

Pôster de divulgação

Era comum que quase todas as famílias tivessem uma Fulaninha dentro de sua casa, aquela moça que era “quase da família” e que podia ser acordada a qualquer momento para limpar ou passar algo para o patrão.

Portanto, o holofote da peça está em cima deste momento da sociedade brasileira.

A PEÇA É UMA COMÉDIA!

Não tem nada a ver com a ótica de crítica social pesada e cheia de ressentimentos (mas muito boa, diga-se de passagem) que está presente no filme “Que Horas Ela Volta” de Ana Muylaert, por exemplo.

Mas, ainda que seja uma comédia, a peça tem momentos de boa reflexão. 

Hoje em dia, Fulaninhas não dormem mais em nossas casas, ganham mais e tem direitos como os demais trabalhadores (ainda bem).

Mas ainda são funcionárias de baixa escolaridade, em sua maioria negras e sem muitas chances como possuem outras mulheres puderam estudar e que não sofrem preconceito racial.

Fulaninhas devem ser sempre faladas, sempre consideradas, até que as injustiças e desigualdades que elas suportam sejam diminuídas.

E que todos possamos ter as mesmas condições.

Por que ASSISTIR Fulaninha & Dona Coisa?

  • Fiquei surpresa com a qualidade dos atores no palco! Vilma é uma atriz fora da curva, venceu o prêmio Shell por sua atuação no musical “Xica da  Silva” e é professora de Teatro, então dispensa maiores apresentações. Mas a Nathalia e o Rafael, que estamos tão acostumados a ver na TV, estão fantásticos. Eles têm ritmo, têm inteligência cênica, têm harmonia…Fiquei feliz em conhecê-los melhor!
  • Inversão do arquétipo da patroa burguesa, que é feito por uma atriz negra, e da empregada doméstica, feito por uma atriz loira de olhos claros é um dos pontos altos da peça;
  • É uma comédia gostosinha, o horário da peça também é super tranquilo então, não fique em casa vendo TV no sábado! Dê um pulinho ao teatro que você não vai se arrepender!
  • Luzes e figurinos são nota MIL!

Por que NÃO ASSISTIR Fulaninha & Dona Coisa

  • Pra mim o que “pegou” foi a inadequação do texto aos dias atuais. EU SEI QUE A PEÇA ESTÁ SITUADA EM 1988, época que foi escrita, mas ainda assim achei que se houvesse uma releitura do texto, certamente a peça seria mais interessante.

Mas é só isso, no geral eu me matei de rir, Vilma tem um brilho maravilhoso e um dedo para a comédia muito bom, assim como Nathalia e Rafael.

É legal, gente…

Um programa bem legal pra fazer sábado a noite! E a peça acaba cedinho….dá pra emendar um jantar em seguida ou qualquer outro programa que São Paulo oferece.

Super beijo!


Teatro Renaissance

Endereço: Alameda Santos, 2233 – Jardim Paulista, São Paulo – SP, 01419-002
Temporada: 30 de Setembro a 29 de Outubro de 2017
Horário: Sábados às 19h00 / Domingo às 20h00

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 Comentários:
  1. Gabriela

    Nossa deve ser bem interessante. Fiquei com muita vontade de ver, vou procurar.

  2. Renata de Oliveira Teixeira

    Eu amo peça realmente deve ser incrível ♥️♥️♥️

  3. Karina Autieri Rosa

    Eu simplesmente adorei o contexto se eu te falar que faz anos que não vou ao Teatro vc acredita?Necessito ir mais

  4. Analu Andrade

    Nossa que legal, eu gostaria muito de ver, parece interessante

  5. Vanessa Santos Freitas

    Quando vier aqui para Natal vou fazer tudo para assistir! Amo a Natália.

  6. Armariando

    Que maravilha! Quero assistir!

Posts relacionados