Tati Aponte

Festival Varilux de Cinema Francês – de 7 a 20 de Jun em todo Brasil!

O Festival Varilux tem um lugar especial no meu coração.

Quem me conhece sabe como eu sou APAIXONADA pela cultura francesa!  É algo inexplicável.

Clotilde Hesme é a protagonista de “O Poder de Diane”, em cartaz no Festival Varilux 2018

Para vocês terem uma ideia, em 2008 aconteceu a edição do  “Panorama do Cinema Francês no Brasil” no Reserva Cultural da Paulista.

Eu estava completamente ansiosa para assistir “Les Chansons D’Amour“.

Mas, na emoção, comprei os ingressos de todos os filmes do festival!

Dentre os quais estavam o inesquecívelO Segredo do Grão” e o sensívelO Escafandro e a Borboleta“.

Agora, dez anos depois, participei da abertura do Festival Varilux, mas em outra condição.

Erika Eremenko, Letícia Spiller e Eu na abertura do festival. Este ano a Letícia é a Embaixadora do Festival 😉

Eu fui convidada pelos organizadores para um bate papo com atores, produtores e diretores de alguns títulos que vão entrar em cartaz nessa edição.

E, se eu fosse você, não perderia a oportunidade de ver alguns filmes bem interessantes!

Quais filmes devo assistir no Festival Varilux 2018?

Nem todos os filmes que estão no festival  foram apresentados à imprensa.

Mas já tivemos a oportunidade de ver “O Amante Duplo” e “Primavera em Casablanca“.

São filmes bem legais, em especial o “Primavera“, que aborda temas como intolerância, ignorância e dificuldade em aceitar as diferenças, temas tão presentes na sociedade atual.

Maryam Touzani em “Primavera em Casablanca”

O filme é estrelado por Maryam Touzani, que esteve aqui na abertura do festival!

Particularmente, estou doida para assistir “50 são os novos 30“!

Dirigido, roteirizado e interpretado pela maravilhosa Valèrie Lemercier, o filme conta a história

Valérie Lemercier em “50 são nos novos 30”

de Marie-Francine, uma mulher que é abandonada pelo marido por uma garota mais jovem.

Como desgraça pouca é bobagem, ela é demitida após 10 anos de empresa e vê seu mundo cair subitamente.

Sem emprego e sem alternativas, ela volta a morar com os pais….aos 50 anos de idade!

Como curtir o Festival?

Bom,além da exibição dos filmes, o festival terá atividades paralelas:

  • Debates com os integrantes da delegação (atores e cineastas)
  • Ações e sessões educativas
  • Laboratório franco-brasileiro de roteiros, sob a coordenação de François Sauvagnargues, especialista de ficção e ex-diretor geral do FIPA, o Festival Internacional de Programação Audiovisual (Biarritz, França).

Confira aqui se sua cidade está dentro do festival e veja os filmes que estão disponíveis.

Não perca!

 

Os comentários estão fechados.

Posts relacionados